Finanças e Saúde apresentarão relatórios de Gestão Fiscal e de Gestão do SUS referente ao 3º Quadrimestre de 2019.

             

Finanças e Saúde apresentarão relatórios de Gestão Fiscal  e de Gestão do SUS referente ao 3º Quadrimestre de 2019.

 

 

Com o objetivo de garantir a transparência e a participação popular das contas públicas, o Governo Municipal de São Gonçalo do Amarante convida a todos à participar da apresentação dos relatórios de Avaliação do Cumprimento das Metas Fiscais da Secretaria de Finanças e de Gestão da Saúde (SUS), ambos, referentes ao 3º quadrimestre de 2019, do Poder Executivo do Município de São Gonçalo do Amarante. 

 

 

Os relatórios serão apresentados por meio de Audiência Pública na Câmara Municipal, nesta quinta-feira, 20 de fevereiro, a partir das 9:30h.

  

A audiência mostra de forma transparente as receitas arrecadadas e as despesas executadas no município, atendendo aos critérios da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF.

  

A participação de todos é de fundamental importância!

 

Com informações da Assessoria de Comunicação – Asscom.

 

Prefeito de São Gonçalo do Amarante faz balanço dos 7 primeiros anos de gestão

  

O prefeito de São Gonçalo do Amarante, Cláudio Pinho (PDT), fez um balanço dos 7 primeiros anos de gestão (2013-2019), no último dia 6, em evento na sede do município.

Na prestação de contas, ele apresentará os principais indicadores e realizações nas áreas da saúde, educação, economia, ações sociais, cultura, lazer, esportes, dentre outras, às lideranças políticas locais e aos moradores de cada um dos oito distritos gonçalenses. No total, foram 66 obras construídas, bem como 22 reformas realizadas em equipamentos, tais como escolas, creches, unidades de saúde, “areninhas”, praças e vias públicas. Outras sete obras ou reformas estão em fase inicial ou em andamento.

EDUCAÇÃO –  Cerca de 25% de suas unidades de ensino reconhecidas como Escolas Nota 10 pela Secretaria de Educação do Estado do Ceará e tem índices gerais de aproveitamento de 61,25% em matemática e de 74,87% em escrita na Avaliação Nacional de Alfabetização. Os resultados estão acima das médias cearense, nordestina e brasileira

SAÚDE – Atendimentos médicos de urgência e emergência com crescimento de 120,2%. Com a implantação de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que atende 24 horas por dia.

ASSISTÊNCIA SOCIAL – Programas do Cartão de Proteção Social, como o Vale-Gás e o Vale-Alimentação beneficiando mais de 2 mil famílias e geraram impacto de R$ 2 milhões na economia do município, por ano, nesse período, através do Fundo Municipal de Combate à Pobreza.

 

 

"De Ponta a Ponta"

Além de apresentar esses números, Cláudio Pinho destacará os principais avanços no projeto “São Gonçalo de Ponta a Ponta”, que tem orçamento previsto de R$ 23 milhões em obras de infraestrutura e urbanismo.

Segundo o prefeito, “o principal objetivo do programa é aproximar a população, dar melhor acessibilidade às pessoas que precisam se locomover dentro da nossa cidade”. Ele cita o exemplo de uma obra realizada, em parceria com o governo do Estado, que reduziu em 10 km o deslocamento entre a sede do município e o distrito do Siupé.

“Nós assumimos, então, o compromisso de encurtar distâncias dentro do município. Naturalmente, você não pode pegar o mapa da cidade e dobrar para botar o Pecém do lado do Salgado dos Moreiras, mas você pode dar acessibilidade às populações dessas duas regiões”, defende o gestor.

 

Com informações da Assessoria de Comunicação – Asscom.

Município investe R$ 23 milhões para interligar distritos e localidades distantes

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Estrada que interliga sede ao distrito do Siupé reduziu percurso de 21,6 km para 11,4km.

Uma redução de 10km. A obra faz parte do projeto São Gonçalo de Ponta a Ponta

 

 

 

Imagine um município cearense cuja distância entre duas localidades é maior que aquela que o separa da capital Fortaleza. Esse é o caso de São Gonçalo do Amarante, que faz divisa com Caucaia, Pentecoste, Paracuru, Paraipaba, São Luís do Curu e Trairi.

 

Para se ter uma ideia da dimensão dos deslocamentos internos, a distância mínima entre o Porto do Pecém e o Açude Salgado dos Moreiras é de quase 67 km, considerando a atual estrutura viária. Por sua vez, a distância entre as sedes administrativas gonçalense e fortalezense é de 63 km.

 

Com o objetivo de tentar reduzir o tempo de deslocamento e aproximar localidades afastadas como as do exemplo acima, a prefeitura de São Gonçalo do Amarante está realizando investimentos (com recursos próprios ou por meio de parcerias) da ordem de R$ 23 milhões em construção de vias e pontes, bem como na recuperação de estradas.

 

“Nós assumimos o compromisso de encurtar distâncias dentro do município. Naturalmente, você não pode pegar e dobrar o mapa para botar o Pecém do lado do Salgado dos Moreiras, mas você pode dar acessibilidade às populações das duas regiões. Estamos construindo também uma estrada ligando a região do açude até o distrito do Serrote”, exemplifica o prefeito Cláudio Pinho (PDT).

Trecho da estrada de acesso ao distrito do Siupé. 

 

As obras previstas compõem o projeto “São Gonçalo de Ponta a Ponta” lançado no fim de 2019. Um dos primeiros distritos beneficiados foi do Siupé, que a partir de nova malha rodoviária construída conjuntamente com o governo do Estado do Ceará teve uma redução superior a 10 km em termos de deslocamento para a sede do município. Antes era preciso percorrer mais de 21,6 km entre os dois distritos. Com a nova estrada, a distância passou a ser de 11,4 km.

 

Segundo o prefeito, essas obras também “levarão pavimentação para todos os distritos e localidades do nosso município, melhorando a acessibilidade às pessoas que precisam se locomover dentro da nossa cidade. Também incluímos no programa melhorias em obras de drenagem de águas pluviais. Portanto, é um programa com alcance muito grande dentro do nosso município”.

 

Ele lembra que a ideia do projeto surgiu a partir de demandas feitas pelas próprias comunidades, por meio do programa “Governar com O Povo”, implantado em 2014 com a proposta de promover participação popular e interação de secretários e prefeito com os munícipes, em visitas periódicas todas as localidades de São Gonçalo do Amarante.

 

Cláudio Pinho destaca ainda como um dos carros-fortes do projeto “São Gonçalo de Ponta a Ponta” a construção de uma ponte sobre o rio Curu, reivindicação que é feita pela população de localidades ribeirinhas há mais de 50 anos.

Com informações da Assessoria de Comunicação - Asscom.

Subcategorias

Top