Vulnerabilidade social: Prefeitura já entregou cerca de 1.400 cestas básicas as famílias afetadas pela pandemia

Em meio à pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de São Gonçalo do Amarante, por meio da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e orientada pelo ComVida, ampliou o programa de concessão do benefício da cesta básica para contemplar famílias que foram afetadas, financeiramente, com a paralisação de algumas atividades econômicas durante o combate à Covid-19.

Entre o dia 30 de março de 2020 e 30 de julho de 2020, o Governo Municipal entregou cerca de 1.400 cestas básicas. Segundo a Secretária Executiva da STDS, Jussara Camelo, as cestas básicas foram distribuídas através dos Centros de Referência da Assistência Social (Cras), da Sede e do Pecém.

Ainda de acordo com Jussara, entre 2013 e 2019, neste mesmo período do ano, cerca de 500 cestas básicas eram entregues. “A pandemia afetou diretamente a mesa do trabalhador, principalmente o autônomo. Devido ao isolamento social, muitas famílias não tiveram como trabalhar, e assim, faltou comida no prato. Por isso, o Governo Municipal ajudou, em 2020, um maior número de famílias gonçalenses”, explicou.

Durante o combate à Covid-19, a STDS não paralisou as atividades e trabalhou em regime de plantão, tomando todos os cuidados necessários para garantir a segurança de seus servidores e dos gonçalenses atendidos.

Quem precisar de auxílio pode buscá-lo junto à sede da STDS, na Sede de SGA, ou através da Central de Atendimento: (85) 99129-2840.

Top